2.12.16

Certamente demorará anos.


Certamente demorará anos. Até que chega uma data especial e dás conta que dói menos, que já não dói tanto, que essa data até já não é tão especial assim. Dá-se a metamorfose das recordações e por momentos quase que te atreves a jurar que já nem é dor. Dizem que só acontece aos corações bons, mas que acontece. E que é nesse preciso momento que fazes as pazes com o passado. Não o queres de volta, não o cobras a ninguém, mas já não o olhas com a visão turva de quem foi injustiçado. Pois até foste mas já pouco importa. Talvez até mostres um pouco, num dia que te correu bem e acreditas no melhor de tudo, talvez até te arrependes de o ter mostrado mas, no final das contas, as pazes estão feitas, as tréguas foram dadas e acreditas num futuro sempre melhor. Certamente demorará anos mas houvesse a promessa de que tal acontecia e ninguém se importaria de esperar por esta paz. É uma pena não existirem apenas corações bons.

24.11.16

Saímos da nossa zona de conforto para a voltar a criar.




Saímos da nossa zona de conforto para a voltar a criar. Tornamos quente uma casa que não é nossa, vestimos a camisa que não nos pertence, mudamos os lençóis de uma cama que ainda se está a dar a conhecer. Entramos à socapa por não saber se aquele chão vai fazer barulho – há uma tranquilidade que não queremos ser nós a estragar. Para além da janela parece tudo tão longe, mas por vezes ainda dói ter consciência de que os medos ainda continuam ali, de que os estragos ainda podem vir, e que as paredes nem sempre são suficientes para nos proteger do abalo. Cada divisão traz picos emocionais e não há uma em que a determinada altura não te faça chorar. O desconhecido é assim, até ser conforto é instabilidade. E nunca sabes por quanto tempo será aquela a tua morada. Até que começas a conhecer o truque de todas as portas, o jeito da almofada que te apoia a cabeça enquanto dormes – quando já consegues dormir, o som de quando alguém se aproxima e bate à porta. Que só abres quando tens a certeza que quem vem, mesmo que possa não ser tudo aquilo que sonhaste, é naquele momento tudo aquilo que te faz bem.